LEV-ROXO (1)

Como estar no controle das próprias finanças?

WhatsApp Image 2023-12-20 at 17.12.32

Guilherme Peres

01 jan |

3 min

Compartilhe:

A Independência financeira é o sonho de muitos. Imagine ter dinheiro suficiente que lhe proporcione, sem depender de ninguém para isso, uma vida confortável e um futuro bem-sucedido. Aos olhos de muitos, a conquista da independência financeira parece algo difícil ou, até mesmo, impossível de alcançar. Contudo, com a educação financeira esse futuro é possível.

O caminho não é simples, para alcançar a sonhada independência financeira é fundamental que haja mudança de mentalidade sobre o uso do dinheiro. Engana-se quem acha que para garantir a independência financeira é só guardar um dinheirinho na poupança e deixar ele “rendendo”. É claro que isso ajuda, porém é preciso exercitar a educação financeira em, basicamente, 4 pilares de atuação: ganhar, economizar, planejar e investir.

Pessoas bem-sucedidas dificilmente acumulam dívidas comprando o que está acima de suas possibilidades financeiras, ou seja, possuem o hábito de economizar ao longo da vida. Isso porque elas têm o controle necessário sobre seus ganhos, inclusive, sendo capazes de identificar com precisão cada gasto feito.

Quando alguém registra seus gastos e o compara com seus ganhos, consegue acompanhar melhor as movimentações e, assim, trocar ou eliminar uma despesa desnecessária. A premissa básica da educação financeira é atingir metas – sejam elas pessoais ou profissionais. Por esse motivo, estabelecer uma lista com prioridades e objetivos a serem conquistados é muito importante. Planeje e estipule metas!

Para começar, determine metas que podem ser alcançadas no curto prazo como, por exemplo, a liberação mensal de um valor a ser aplicado na reserva de emergência, assunto que será abordado no futuro. Dessa forma, você enxergará o resultado do investimento e passará a se incentivar ainda mais.

A cada meta batida, estabeleça novas metas com novos objetivos e maiores desafios. Essa priorização faz com que gastos desnecessários e investimentos equivocados sejam evitados e, assim, as decisões serão ainda mais assertivas e rentáveis.

Inicialmente, faça uma planilha financeira (há diversos modelos disponíveis gratuitamente na internet), sendo esse o primeiro passo para transformar sua mentalidade em relação a organização de finanças.

Em suma, com os gastos mapeados e controlados você estará apto a começar a investir suas economias, ou seja, fazer aplicações dos seus recursos em diferentes áreas, como ações, títulos públicos, renda fixa ou em previdência complementar. Com esses investimentos ao longo da fase laboral, você vai aprender a fazer o dinheiro trabalhar por você e gerar ainda mais retorno para a aquisição de um futuro bem-sucedido.

Veja também

Estar preparado para os imprevistos durante a aposentadoria é crucial para garantir segurança fin...

Construindo uma rede de segurança financeira

06 jun |

Envelhecer é um processo natural da vida, repleto de mudanças e desafios que podem afetar diverso...

A importância do Prazer na Vida da Pessoa Idosa

05 maio |

A fisioterapia domiciliar, como o próprio nome sugere, é um serviço de fisioterapia prestado dire...

Fisioterapia domiciliar para idosos

05 maio |