LEV-ROXO (1)

Como envelhecer bem?

Autora Juliana Chaer

Juliana Chaer

05 maio |

5 min

Compartilhe:

O envelhecimento bem-sucedido atualmente ocupa uma posição de destaque global na pesquisa em gerontologia social.

Em 1987 esse termo foi popularizado a partir da pesquisa de Rowe e Kahn que buscava um modelo que distinguisse o envelhecimento “usual” e “bem-sucedido”. O trabalho ilustrou os três componentes-chave do envelhecimento bem-sucedido: evitar doenças e condições incapacitantes, manutenção da função cognitiva e física e engajamento social.

Ao longo do tempo, o conceito de envelhecimento bem-sucedido foi modificado e interpretado de muitas maneiras diferentes, reconhecendo-se, afinal, não ser possível um consenso. A população idosa é diversificada, o que há de acordo é o foco em independência e bem-estar.

Importante atrasar, procurando prevenir, o início de qualquer quadro de incapacidade, de doenças e limitações. Aumentar a longevidade, com qualidade de vida. O idoso que tem autonomia preservada, boa mobilidade, saudável do ponto de vista físico e mental é bem-sucedido.

É preciso…
Expectativa de vida, satisfação e bem-estar (incluindo felicidade e contentamento), saúde física e mental, função cognitiva preservada, autonomia, independência, capacidade de adaptação, autoestima, objetivos presentes, imagem positiva de si mesmo, engajamento social, senso de pertencimento à comunidade, atividades de lazer e participação.

Além desses fatores, podemos mencionar também o prazer na alimentação, segurança financeira, aparência física, produtividade e contribuição, senso de humor, propósito e espiritualidade.

Em 2008 havia 506 milhões de pessoas com mais de 65 anos no mundo. Em 2040 estima-se que esse número será equivalente a 1,4 bilhões. Teremos mais idosos do que crianças com menos de 14 anos de idade. Isso reflete em vários aspectos da saúde e da sociedade como um todo. Qual seria o contexto? Início mais tardio de doenças relacionadas ao envelhecimento, declínio das taxas de incapacidade, idosos mais saudáveis do que em gerações passadas. Diminuição da mortalidade por doenças infecciosas e aumento da mortalidade por doenças crônicas relacionadas à idade – essas, cada vez mais compreendidas e controladas.

Primeiramente, é necessário desmantelar o preconceito de idade. Cada indivíduo envelhece de um jeito. E como pode-se envelhecer de maneira bem-sucedida? Focando em qualidade de vida e bem-estar. Trata-se de uma construção ao longo da vida, como uma caderneta de poupança ou uma previdência privada. São 05 grandes aspectos: físico, emocional, social, familiar, espiritual.

Físico
Mova-se! Movimento é atividade, atividade é saúde e gera longevidade com qualidade. Manter-se ativo é fundamental. Lembre-se que o que não usamos, simplesmente pode parar de funcionar. Além disso, exames e consultas médicas em dia. Sono de qualidade, alimentação adequada, ingestão de água e boa postura. Cuidados com o corpo, com o bem-estar físico.

Emocional
Saúde emocional é a chave. Todos precisamos lidar com questões emocionais, dores, lutos, situações difíceis. Expressar sentimentos e emoções. Mente e coração organizados são um dos pilares mais importantes para o bem-estar.

Social
Os seres humanos são por natureza sociáveis. É preciso manter o engajamento para a fundamental sensação de pertencimento. Participar de atividades em grupo, ter amigos, conhecer novos lugares e pessoas, manter-se informado e ativo na comunidade. Participar e gerar propósito.

Familiar
Aqui se encontram as raízes. O apoio, indispensável para qualquer enfrentamento. Compartilhamento, confiança, um porto seguro. A família é um investimento precioso, seja ela de sangue ou não.

Espiritual
Seja através de uma religião ou não, ter a confiança de ser parte de algo infinitamente maior proporciona suporte no decorrer de todas as fases da vida. Seja através de reflexão, meditação, oração ou contemplação. Uma ferramenta que preencha os dias de serenidade e aceitação.

O envelhecimento bem-sucedido se faz através das boas escolhas diárias, ou seja, do auto cuidado, preservação e amor próprio. Essas opções definirão, com certeza, o nosso tipo de envelhecimento, cabendo a cada um de nós refletir e agir com sabedoria.

Veja também

Estar preparado para os imprevistos durante a aposentadoria é crucial para garantir segurança fin...

Construindo uma rede de segurança financeira

06 jun |

Envelhecer é um processo natural da vida, repleto de mudanças e desafios que podem afetar diverso...

A importância do Prazer na Vida da Pessoa Idosa

05 maio |

A fisioterapia domiciliar, como o próprio nome sugere, é um serviço de fisioterapia prestado dire...

Fisioterapia domiciliar para idosos

05 maio |